Olá, recentemente eu precisei realizar alguns testes de conectividade com os servidores Oracle então resolvi registrar os passos realizados para que das próximas vezes eu tenha um conteúdo de fácil acesso.

O objetivo era verificar se o TNS da aplicação estava se conectando com sucesso ao servidor Oracle e executar o comando TNS ping a fim de validar os tempos de respostas do servidor Oracle.

Objetivo:

  1. Tnsnames
  2. Fazer conexão com usuário e senha do banco de dados no SqlPlus;
  3. Verificar o service name configurado no banco de dados;
  4. Realizar testes de TnsPing.

1. Tnsnames

O primeiro passo é verificar o arquivo Tnsnames.ora e sua configurações de TNS.

O path de instalação do Oracle cliente vai depender de como foi realizada, mas se foi realizada a instalação default ficaria:

Versão 32 Bits
c:\app\Oracle\product\11.2.0\client_1\network\admin\tnsnames.ora

Versão 64 Bits
c:\app\Oracle\product\11.2.0\client_2\network\admin\tnsnames.ora

No meu caso minha aplicação roda em um Pool do IIS configurado para usar a versão 32 bits, logo irei abrir o Tnanames.ora da pasta “Client_1” e verificar as configurações de acesso ao banco de dados Oracle.

BancoHomologacao =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = Srv01)(PORT = 1521))
(CONNECT_DATA =
(SERVER = DEDICATED)
(SERVICE_NAME = hmlsrv)
)
)

Conforme configurações acima observamos que temos uma conexão padrão do banco de dados Oracle, temos um alias que chamamos de “BancoHomologação” um host “Srv01” e um service name “hmlsrv”.

2. SqlPlus – Conexão

Para testar se o TNS configurado no arquivo tnsnames.ora vai se conextar com sucesso ao Oracle digite o seguinte comando:

  1. Abra o CMD em modo administrador;
  2. Digite o comando: “sqlplus username/password@NomeTNS”
  3. Digite o comando: “select value from v$parameter where name like ‘%service_name%’;”

O comando executado na opção 3 vai retornar o nome do Service Name, o mesmo que foi usado no seu arquivo tnsnames.ora.

3. Service Name

Por mais que você já saiba o nome do “service name”, pois o mesmo já foi informado nas configurações de TNS e inclusive você já se conectou na etapa 02 desse tutorial você pode querer saber se existe outros “services names” para esse TNS, então você pode executar o comando abaixo apos estar se conectado ao Oracle, conforme descrito no passo 02 desse tutorial.

select value from v$parameter where name like ‘%service_name%’;

4. TNS Ping

Para testar se a conexão TNS pode conectar-se ao listener, digite o seguinte comando:

tnsping database_instance_name 10

Obs:
database_instance pode ser: TNS do seu arquivo tnsnames.ora, IP direto do Servidor, URL do Scan ou Balance/Cluster
O número 10 após o comendo significa a quantidade de testes que será realizado.

O comando solicita confirmação de que o nome do serviço é válido e que o listener que está configurado para manipular solicitações para esse nome do serviço.

Se a configuração estiver correta, uma mensagem será exibida mostrando o tempo de retorno.

Se a configuração não estiver correta, o comando retornará uma mensagem de erro. Assegure-se de utilizar o nome de serviço correto que o listener esteja iniciado no servidor.

Bom era isso, espero que isso possa ter ajudado.

Abs,

Fabrizio Gianfratti

Related Post

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Navigation